O QUE É TABELA PRICE?



A Tabela Price é um dos principais sistemas de amortização do saldo devedor do financiamento imobiliário. Se destaca pela previsibilidade do valor das parcelas, ou seja, desde o início até o final o valor pago mensalmente será o mesmo. Porém, com a aplicação da Tabela Price, os juros são abatidos de forma mais lenta. Portanto, a escolha da Tabela Price deve ser pensada com calma, analisando todos os pontos positivos e negativos.


Conquistar a casa própria e o sonho de grande parte dos Brasileiros. A compra de um imóvel à vista é, sem dúvida, a melhor forma de se adquirir o bem, pois além de se evitar as elevadas taxas de juros, correção monetárias e demais encargos, pode-se conseguir um excelente desconto junto ao vendedor. Porém, como muitos não possuem tais condições, acabam recorrendo a um financiamento imobiliário.


Quer saber mais a respeito das Principais Dúvidas Sobre Financiamento de Imóvel? Clique AQUI.


Dentre as etapas de um financiamento imobiliário, está a escolha do sistema de amortização das parcelas do financiamento.


Nesse sentido, para calcular o valor da parcela de um financiamento imobiliário, existem diversos modelos matemáticos, que utilizam como base o valor principal, que é a devolução progressiva do montante tomado emprestado, além dois juros.


Os principais sistemas de amortização são a Tabela Price e a SAC, que devem analisados com cuidado por quem deseja comprar um imóvel, pois suas peculiaridades podem tornar o empréstimo mais caro ou barato ou barato.


Quer saber mais sobre a História dos Financiamentos Imobiliários no Brasil? Clique AQUI.


Quer saber mais sobre O Que é SAC: Sistema de Amortização Constante? Clique AQUI.


A Tabela Price, criada no século XVIII pelo matemático inglês Richard Price, é conhecida como sistema de amortização aonde as parcelas são fixas, ou seja, com a soma do principal e dos juros, chega-se sempre ao mesmo valor que será pago mensalmente.


Dito de outra forma, da primeira à última parcela, o valor pago todos os meses será igual, o que pode trazer certa segurança para o comprador, já que sabe quanto pagará por mês.


Porém, embora o valor da parcela seja a mesma em todos os meses, não significa dizer que o montante pago a título de amortização e juros também será igual. Isso porque, nas primeiras parcelas, o valor abatido da amortização é ínfimo (aproximadamente 5%), enquanto que o pagamento dos juros é maior (aproximadamente 95%). No decorrer das prestações, a lógica vai se invertendo, num verdadeiro efeito gangorra, até que, nas últimas parcelas, a amortização será maior, em comparação aos juros.


Na prática, apesar de o valor da parcela ser o mesmo, as primeiras prestações servirão basicamente para abater os juros do financiamento, sendo que o saldo devedor permanecerá quase inalterado. Ou seja, o comprador ganha pela previsibilidade das parcelas, mas perde pelo lento abatimento do saldo devedor.


Portanto, se você quer financiar um imóvel, e prefere ter a segurança de saber exatamente quanto irá pagar todos os meses, mesmo que os juros sejam amortizados de forma mais lenta, a Tabela Price com certeza será a melhor escolha.

Gostou do conteúdo? Espero que sim!


Se ficou alguma dúvida, clique aqui para conversar comigo.


Também estou disponível no INSTAGRAM, FACEBOOK, YOUTUBE e SPOTIFY e outros streamings de podcast.


Por Felipe W. Dias.


Em breve disponível no youtube, spotify e principais streamings de podcast.


#direito #direitoimobiliario #imobiliario #compraevenda #financiamento #financiamentoimobiliario #tabelaprice #sac #amortizacao #juros #felipewdias


WhatsApp.png